Bruno quer que escolas instalem armários e que peso da mochila não ultrapasse 10% do peso do aluno

O excesso de peso transportado por estudantes, principalmente por crianças e adolescentes que estão na fase de crescimento rápido, que é dos 10 ao 16 anos de idade, preocupa os especialistas da área da saúde, sobretudo porque esse é o período de desenvolvimento e consolidação de seu esquema postural e da estrutura corporal.


De acordo com a Sociedade Brasileira de Ortopedia, cerca de 60% a 70% dos problemas de coluna na fase adulta são causados pelo carregamento de peso excessivo e por esforços repetitivos na adolescência.


Preocupado com a saúde dos estudantes e buscando reduzir os riscos de problemas posturais permanentes para melhorar a qualidade de vida das crianças e adolescentes, o deputado estadual Bruno Peixoto (PMDB), apresentou projeto de lei na sessão do plenário na Assembleia Legislativa do Estado de Goiás que dispõe sobre o peso dos materiais escolares que são transportados pelos estudantes e como solução, a instalação de armários nas escolas de ensino fundamental e médio.


          O projeto foi encaminhado para a Comissão de Constituição, Justiça e Redação, e se for aprovado, o material a ser transportado diariamente na mochila dos estudantes não poderá ser superior a dez por cento do seu peso. Se for aprovado, o poder público deverá promover campanha educativa e instalar armários nas escolas de ensino fundamental e médio. “Creio que a busca pela saúde de nossas crianças deve prevalecer”, afirma Bruno. 

MAIS NOTÍCIAS
NEWSLETTER
(receba todas nossas notícias)