Bruno quer construção de Hospital Pediátrico em Goiânia

Goiânia conta, atualmente, com 39 leitos de UTI pediátrica, 85 de UTI neonatal e 37 unidades de cuidado intermediário de recém-nascidos. O número é insuficiente para suprir a demanda da capital e de pacientes que veem de cidades do interior. Com isso, pais que precisam de atendimento para os filhos, pelo SUS, enfrentam diariamente a superlotação das unidades de saúde. O único hospital de alta complexidade é o Materno Infantil (HMI), mas que também já atende acima da capacidade.

 

Para tentar solucionar este problema da falta de vagas e da superlotação nas unidades de saúde, Bruno Peixoto, que é presidente da Comissão de Obras e Serviços Públicos da Assembleia Legislativa de Goiás, acredita que a construção de um novo hospital pediátrico de referência vai agilizar o atendimento e oferecer dignidade à população. "Uma criança não pode esperar atendimento. A doença não escolhe feriado, fim de semana e hora, por isso precisamos de eficiência para atender à demanda”.

 

O parlamentar acredita que a construção desse hospital vai desafogar o Materno Infantil, que já atende com a capacidade máxima. “Precisamos oferecer dignidade às famílias e atendimento de excelência”.

MAIS NOTÍCIAS
NEWSLETTER
(receba todas nossas notícias)